domingo, 27 de setembro de 2009

O meu Hotel

Vou-vos contar a história do meu Hotel. O meu hotel fica num lugar onde o brilhar do Sol é uma certeza constante apesar de de vez em quando surgir umas mais ou menos pequenas tempestades tropicais, nada de alarmante. É um prédio antigo, de tijolo com ornamentos em madeira de pinho da antiga igreja da paróquia, com umas portas grandes castanho escuro e com umas janelas enormes por onde o sol entra e ilumina o hall. Pelas paredes tem quadros e fotografias de memórias passadas e tem aquele cheiro característico da "nossa" casa. Não tem tapetes por causa das alergias mas tem uns cortinados super fashion a condizer com a farda do porteiro/recepcionista, o Sr. Tobias Manuel. Neste meu Hotel existem variadas formas de quarto. Existe o Single, o Duplo, uma única Suite e a Suite "Presidencial". A porta está sempre aberta a novos clientes, apesar da capacidade do meu Hotel geralmente estar quaseeee esgotada...excepto a Suite Presidencial...talvez pelo preço...ou será pelo demasiado conforto que oferece? Os Singles estão em constante mudança, ao contrário dos Duplos que são clientes habituais da casa. A Suite está reservada indeterminadamente pela familia Simões (são uns queridos). O único problema é mesmo com a Suite Presidencial. Nunca foi um espaço muito lucrativo. Já foram contratados vários decoradores mas sempre sem efeito. Hoje em dia o cliente prefere um Single do que o conforto de uma Suite Presidencial. Mesmo assim, eu como gerente deste magnífico meu Hotel, sinto-me realizado! O trabalho efectuado tem deixado os clientes que por aqui passam extremamente satisfeitos. Sei disto porque as vezes, ao anoitecer, ponho-me a ler o livro de mensagens que tenho à saída, na recepção. Livro este que está preenchido de inúmeras frases, ou mesmo só assinaturas (com smiles) dos clientes que por aqui passaram e que tiveram a destreza de deixar o seu testemunho escrito no livro sem que o Sr. Tobias Manuel visse. Porque ele nao gosta destas coisas. Basta dizer que nunca pediu aumento e nunca colocou os olhos nesse livro. Estão convidados a passar no meu Hotel, nem que seja pelo pequeno e acolhedor bar que tenho no rés-do-chão para beber qualquer coisa ou até mesmo para sugerir uma decoração diferente para a Suite Presidencial. É sempre bom ter opiniões de quem nunca cá esteve e já andou a correr outros Hoteis. A opinião neste meu Hotel conta. O cliente tem (quase) sempre razão.
Fico a vossa espera...no meu Hotel.

O gerente
Camilo Simões

3 comentários:

Heidi disse...

Tu és demais!
Ao mesmo tempo que me escacava a rir, ia pensando: a história do hotel está mesmo gira!!!!
A sério que giro LOOOL
Gostei particularmente da parte do recepcionista ser o Tobias, mas o gerente o Camilo...
Não tem tapetes por causa das alergias !!!! eheheh... Cortinados a combinar com farda do Tobias??? Isso não é fashion!!!É atentado visual!!! LOL
"É sempre bom ter opiniões de quem nunca cá esteve e já andou a correr outros Hoteis"...Sugiro que mantenhas a Suite Presidencial tal e qual...(se bem que não sei lá muito bem como é a decoração, mas confio no bom gosto eheheh) mas que despeças o porteiro!!!!!É capaz de afugentar clientes não ahahahah

GHAFA disse...

Convite aceite marcado para data indeterminada :)

soagres disse...

Amigo, temos que tentar uma cena a dois, prosa e poesia intercalados... um conto talvez...
Abraço